Estupidez bolsonarista transcende os limites da racionalidade humana/ Por Sérgio Jones*

Que tipo de ser humano é esse pessoal bolsonarista, o que leva uma pessoa a assumir uma postura tão estúpida diante da vida? Chego à conclusão de que esse pessoal faz parte de um segmento humano ao qual foi submetido a um tipo de experiência que não deu certo e que pode ser atribuída a alguma falha cometida pela natureza.

Surgindo das trevas e de esgotos gosmentos e pantanosos da história, esse grupo de aberração humana ganhou visibilidade com a ascensão do mal. Tendo como principal timoneiro o deficiente mental, Jair Bolsonaro.

Diante dos sucessivos arroubos de loucura e arrogância perpetrados por estes elementos ignaros. O Jornalista Rafael Martins, atacou de forma despudorada Joaquim de Carvalho, autor do documentário intitulado: “Bolsonaro e Adélio – uma faqueada no coração do Brasil”.

Como todo bom covarde se recusou de participar de um debate público sobre o caso. Devido ao grau de virulência manifestado por Rafael Moro Martins, o ato causou indignação na internet o que deu início a um movimento de cancelamento de assinaturas do intercept.

A reação agressiva manifesta por Martins se deve pelo fato de que o documentário elaborado pelo jornalista Joaquim de Carvalho apontar furos da versão oficial sobre o caso de Juiz de Fora e passar a exigir a reabertura das investigações.

O jornalista agressor foi desafiado a participar de debate público com Carvalho. Mas como todo bom bolsanarista, ele declinou do convite..

O ato de estupidez manifesta pelo jornalista do Intercept ao trabalho de Joaquim de Carvalho, motivou pedido de CPI apresentado pelo deputado Alexandre Frota (PSDB-SP). Além de provocar e gerar protestos, nada favoráveis ao agressor.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.