Presidente do legislativo feirense ameaça agredir jornalista no interior da Câmara/ Por Sérgio Jones*

Presidente do Legislativo Feirense
FOTO: Arquivos Google

Na manhã desta quinta-feira (24), por volta das 08:00h o jornalista, Sérgio Jones, quando se encontrava no interior da Sala Vereador Antônio Carlos Daltro Coelho – Divisão Legislativa, conversando com um dos funcionários daquele setor, foi surpreendido com a entrada brusca do presidente da Câmara José Carneiro Rocha.

Portando carteira de habilitação em uma das mãos partiu em direção do profissional de imprensa alegando ser portador da mesma, o que o tornava apto para dirigir veículos automotivos. Como se não bastasse o ato tresloucada, se utilizando de palavras de baixo calão se dirigiu ao mesmo. Não se dando por satisfeito, pelas agressões verbais, mandou que ele se retirasse da sala para que o agredisse fisicamente, na parte externa do prédio. O que só não aconteceu pelo fato da vítima não ter atendido o seu chamado.

No local do ocorrido se faziam presentes os servidores identificados pelos prenomes de Charles, Iramar e Edna. O fato de insanidade apresentado pelo vereador agressor tem como precedente a um artigo veiculado recentemente, em que o denunciava que o edil se encontrava dirigindo veículo de sua propriedade. Quando tentava estacionar o mesmo, no estacionamento do prédio da Câmara. A dificuldade em realizar a manobra do automotivo, chamou a tenção dos transeuntes que circulavam no local naquele momento.

No período veiculou-se uma nota no site CLjornal. Que chama a atenção para o risco deste cidadão em dirigir automotivos. O presidente do Legislativo, como é do conhecimento geral, sofre de grave deficiência visual. O artigo questionava o fato diante do perigo que a atitude do vereador representava para a segurança das pessoas e até dele próprio que circulam pelas ruas avenidas da cidade. Comportamento este, desnecessário já que ele dispõe de motorista e veículo da Câmara, que bancado pelo erário.

A veiculação do artigo, que não foi assinado por mim, resultou na demissão arbitrária do legislativo onde eu prestava assessoria ao vereador Gilmar Amorim, este sequer foi consultado sobre a minha exoneração.

Também foi questionado o papel da Ciretram que forneceu a Carteira de Habilitação. Afinal o citado cidadão foi submetido ao teste de acuidade visual? Se foi o que permitiu a entrega deste documento? O que fica registrado é que o presidente demonstra não ter equilíbrio emocional nenhum para continuar frente a este poder.

Diante do fato inusitado, só me resta uma alternativa, formular uma queixa crime contra o agressor. O que estou fazendo neste momento.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)


Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.