O Brasil e seus demônios internos

O Brasil está sendo governado pelo incompetente Michel Temer e sua turma de demônios.

O Brasil contemporâneo está abarrotado por todo tipo de demônios, maus espíritos, obsessores, ou seja: uma corja de políticos golpistas autocratas, chefiados pelo “inelegível” Michel Temer e seus “demoníngeos” – uma mistura de políticos com demônios e pra variar, o Brasil é o único país no mundo que é governado por um presidente inelegível.

Mas se bem observarmos, não são eles as causas dos nossos problemas, principalmente da derrocada dos direitos dos trabalhadores brasileiros. Os “demoníngeos” que nos perturbam, foram invocados e trazidos para o governo atual pela elite zona sul, batedora de panelas e apoiada pela grande imprensa – PIG – que não estava satisfeita com a ascensão dos mais humildes. Puta, preto e pobre tem que, segundo esta mesma elite, ser levados à guilhotina.

Lutar contra estes, sem a participação do povo nas ruas reivindicando seus direitos, é o mesmo que tanger moscas que estão em uma ferida sem tratá-la adequadamente. A infecção “temerosa” fará com que elas voltem mais fortes e todo o esforço da classe trabalhadora tornar-se-á em vão.

Sem os movimentos nas ruas estamos fortalecendo os tiranos que se apossaram do poder; e com certeza é nossa culpa, todo o estrago promovido por eles. Todo este cenário pelo qual passa o País, é resultado das escolhas infelizes dos que acreditaram no “mineirinho” que não aceitou a derrota nas urnas no último pleito. Segundo o colunista José Simão, o senador Aécio Neves aparece mais nas delações da Lava Jato, do que nas seções do Senado.

A partir daí, foi disseminado por todo o território um ódio extremo. Os protestos passando a ter clima de guerra. Os “demoníngeos”, se aproveitando da situação, criaram uma estrutura complexa, tendo como principais pilares de sustentação: a mídia golpista, os Deputados e Senadores corruptos e o STF. Estes têm como “grande meta”, a cassação dos principais direitos sociais, historicamente adquiridos.

Como se não bastassem todos esses males, um dos principais projetos do decrépito FHC para a próxima eleição presidencial, é lançar Luciano Huck candidato à Presidência da República pelo PSDB. A principal frase de Huck – histórica com certeza – em entrevista a um dos diversos veículos de comunicação, logo após o anúncio desta barbárie, foi: “não importa se foi golpe ou não”. 

A partir desta nova perspectiva para gerir o nosso “quebrado Brasil”, é normal que os “demoníngeos” de Michel Temer estejam destruindo, não só o País, mas o povo brasileiro; e você pode ser um dos causadores destas tristes mazelas.

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.