Só um levante popular salva o Brasil do golpe

Manifestantes atearam fogo a pneus em ato contra o impeachment ao lado da Praça da Bandeira em São Paulo.

Manifestantes atearam fogo a pneus em ato contra o impeachment ao lado da Praça da Bandeira em São Paulo.

O Brasil é um País onde não se respeita as leis do trânsito, fila de deficientes e de diversas prioridades; os direitos do cidadão estão sempre sendo aviltados; o caráter e a moral dos políticos e empresários é um conjunto de defeitos que determina a falta de boa conduta que predomina, demonstrando sua maldade e/ou qualidades negativas personificadas em suas atitudes.

Como as autoridades constituídas deste País poderiam respeitar a frágil democracia brasileira? Também somos culpados.

A democracia foi golpeada no espetáculo circense do parlamento e vai ser, mais uma vez ferida no Senado, onde se espera que o “show”, ao menos seja menos ridículo, porém não se pode ter muita certeza disso porque, de repente, surgiu um novo Cunha, o presidente do Senado, Sr. Renan Calheiros.

Uma seção desta envergadura, que pode decidir os destinos da presidente Dilma Rousseff e do País, não poderia ser dirigida por um presidente citado por diversas vezes na operação Lava-Jato entre tantas outras falcatruas por ele praticadas.

Manifestantes atearam fogo a pneus em ato contra o impeachment ao lado da Praça da Bandeira em São Paulo.

Manifestantes atearam fogo a pneus em ato contra o impeachment ao lado da Praça da Bandeira em São Paulo.

O impeachment da Presidente Dilma Rousseff poderia ser anulado pelo atual presidente da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA) – que também está sendo investigado pela operação Lava-Jato – que até tentou, mas sabe-se lá por qual motivo, revogou sua decisão.

Mesmo diante de tantas dificuldades de se reverter este quadro, segundo Ciro Gomes, presidente do PDT, só o milagre da participação popular pode modificar este quadro caótico. Ciro Gomes também culpou a imprensa por não esclarecer corretamente a população sobre os verdadeiros culpados da crise pela qual passa o País.

“Um governo Temer seria uma tragédia para o Brasil, mas governo ruim passa ligeiro. Em relação à violência contra as leis, é preciso lutar contra ela agora. Parte importante da crise que estamos vivendo, a imprensa de São Paulo e do Rio de Janeiro subtraiu da opinião pública, porque não interessa a ninguém diminuir as culpas que se jogam contra a presidente Dilma”, afirmou.

A queda de Cunha bem que poderia representar o marco do fim de uma era infausta neste País, mas infelizmente o estrago que ele causou no passado, grande parte não será apagado, nem esquecido nunca. Portanto, o pensamento de Ciro Gomes está certíssimo: “só um levante popular pode salvar o Brasil e a democracia do golpe”.

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.