Monthly Archives: Março 2017

Brasileiro: um povo inerte

“Vem pra rua, vem lutar por seus direitos”!

O brasileiro, ao contrário dos povos de outros países, sofre de uma inércia congênita; como diz o próprio hino nacional: “deitado eternamente em berço esplêndido”!

No dia 30 de abril de 1977 nasceu em Buenos Aires, um movimento formado por mulheres que tiveram seus filhos torturados e mortos pela ditadura – cerca de 30 mil jovens. O movimento conhecido como “As mães da Praça de Maio”, tinha como lema: “A única luta que se perde é aquela que você abandona”. Mesmo durante a Copa do Mundo de 1978, que ocorreu em seu país, elas não pararam seu protesto; justamente quando o mundo inteiro estava com os olhos voltados para a Argentina e a tensão militar aumentava.

A diferença do povo brasileiro para o argentino está no nível cultural dos “Hermanos”. Somos uma nação com quase 200 milhões de analfabetos políticos e quase 80% da população formada por analfabetos funcionais.

O Brasil de hoje pode ser comparado com uma pastilha do antiácido efervescente Sonrisal, colocado em um copo d’água. Dissolveu! Pior que sucateado. Foi isso que o governo golpista de Michel Temer proporcionou com seu golpe fatal no Brasil e nos brasileiros, principalmente na classe trabalhadora.

A PEC da reforma da Previdência só será derrotada com a participação popular não só da classe trabalhadora, mas de todos os brasileiros. A terceirização já foi o início da derrocada dos trabalhadores brasileiros. A volta da escravidão tornou-se legalizada! É fundamental que os movimentos em prol dos direitos adquiridos sejam mais intensos e frequentes.

Conforme declarou o deputado José Guimarães (PT-CE), há uma parceria da ANAMANTRA – Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho – na realização de atos no dia 31 de março e na greve geral de 18 de abril. Afirmou também que: “a votação da terceirização mexeu com o País, o gigante acordou, resta agora colocá-lo em praça pública em todos os cantos do País. A voz das ruas derrotará a PEC da Previdência e o PL da reforma trabalhista. Só o povo nas ruas é que pode fazer isso, mudando o voto dos deputados”.

Portanto, é indispensável a participação do povo nas ruas nos dias 31 de março e 18 de abril. “Vem pra rua, vem lutar por seus direitos”!

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Defesa de Temer quer socializar os prejuízos e privatizar os ganhos políticos

Presidente golpista Michel Temer (PMDB)

Seria cômico se não fosse trágico tanta insensatez a que se arvoram os advogados do presidente golpista Michel Temer (PMDB) ao encaminharem ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a versão final da defesa na ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer. Para o atual presidente, o correto é fazer o julgamento separado das condutas, além da anulação dos depoimentos dos ex-executivos da Odebrecht.

O que podemos entender desta pieguice adotada por parte dos advogados de defesa do presidente é o seguinte: vamos socializar os prejuízos e preservar ou privatizar os ganhos políticos. Tal atitude demonstra muito bem o quanto à justiça brasileira é vulnerável as insanidades e artifícios perpetrados pelos nossos jurisconsultos a soldo de considerável remuneração.

Sobre o pedido de separação no julgamento da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, o argumento, se é que podemos denominar tal ato como argumento palpável e digno de ser levado em consideração. A defesa alega que, quando foi candidato à vice de Dilma, Temer fez a opção de uma conta separada, e por isso “tem o direito de ter sua conduta individualizada”.

Os advogados dizem que na Constituição está prevista que a eleição de um presidente implica na do seu vice, mas que a destituição de um não significa a destituição do outro. “Trata-se da mesma porta de entrada, mas de saídas diferentes”. Isso é que podemos denominar como sofisma: argumento que apresenta verossimilhança ou veracidade, mas que comete involuntariamente incorreções lógicas; paralogismo.

Sérgio Jones

Jornalista

 

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

As armadilhas da Operação Carne Fraca

Esta Operação pode causar um impacto negativo na economia brasileira com ordem de U$ 14 bilhões (R$ 43 bilhões), 7,5% do total exportado.

No Brasil, quando ocorre um fato ou algum projeto do governo golpista, que necessita de ser aprovado pelo voto dos parlamentares, não tendo aprovação popular, sempre acontece um ato novo de igual relevância ou até ainda maior, para tirar o foco da população do evento anterior.

É preciso ter muito cuidado. Estamos passando por este “fenômeno” atualmente com a reforma da Previdência, que levou milhares de pessoas às ruas de todo o País em protesto contra esta agressão ao trabalhador brasileiro. A operação da Policia Federal, sob o nome de ”Operação Carne Fraca”, pode ser um artífice para desviar a atenção dos cidadãos. É preciso ter muito cuidado, repito.

Esta Operação pode causar um impacto negativo na economia brasileira com ordem de U$ 14 bilhões (R$ 43 bilhões), 7,5% do total exportado, perdendo apenas para o minério de ferro e a soja; redução de 10% nas exportações brasileiras de carne, que vai proporcionar a eliminação de 420 mil postos de trabalho e R$ 1.1 bilhões a menos em impostos com perda de espaço no mercado global de carnes – Crime de Lesa Pátria.

Mesmo assim, o Movimento Levante Popular está comemorando a repercussão das manifestações que reuniram mais de 1 milhão de brasileiros nos diversos estados, em prol dos protestos contra a reforma da Previdência do governo ilegítimo de Michel Temer, patrocinada pela grande mídia – “plim-plim” – e provavelmente, pelos Estados Unidos da América.

Segundo o Jornalista Luis Nassif: “falhou a retórica do governo de Michel Temer, de que se as medidas não forem aprovadas, o Brasil jamais sairá da crise; o resultado desse exagero foi que caiu a ficha de parte relevante da classe média, incluindo aí procuradores, magistrados, policiais”, afirma; “Toda essa esbórnia de Temer é endossada pela mídia e por setores de mercado que julgam que a ampliação da corrupção é um preço a se pagar para se conquistar as reformas draconianas”.

Não podemos fechar os olhos e achar que nas grandes empresas fiscalizadas não hajam eventuais irregularidades.

Infelizmente o brasileiro, diante de um problema de tão grande relevância, não atenta para as armadilhas deste governo formado por meliantes da pior espécie, sem ética, com caracteres duvidosos e praticantes do “parasitismo”. Lamentavelmente o brasileiro vive alheio aos assuntos políticos, preferindo até fazer piadas de mau gosto com problemas de vital importância para seu futuro e o da sua própria família.

A megaoperação da Policia Federal, já fez com que importadores como a União Europeia e a China, declarassem restrições temporárias à importação da carne brasileira em seus territórios. É fundamental que nos próximos pleitos eleitorais, tenha-se mais cuidado ao escolher seus representantes.

Portanto, não percamos o foco. Afinal, o “mordomo golpista” iria querer trabalhar 49 anos ininterruptos para poder adquirir o direito à aposentadoria integral? Claro que não, até porque, ele já está aposentado desde os 55 anos, comendo picanhas e filés nada fracos, às custas do suor do maltratado povo brasileiro.

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Brasil: o pecado da carne

O setor de carnes é diretamente responsável por US$ 12 bilhões em exportações por ano no Brasil.

O Brasil é um país atípico e com sérios problemas de ordem moral que tem sido evidenciado ao longo de nossa história. As razões para a ocorrência de tais desajustes e anomalias são os mais diversos, mas acredito que a impunidade tem sido um dos fatores de maior incentivo e o que mais tem contribuído para este caos de caráter moral existente entre o nosso povo. Que afeta não só a base da pirâmide social. Principalmente, quem ocupa o seu topo piramidal.

No Brasil um botijão de gás que é vendido como tendo 13 quilos, na prática não corresponde às suas especificações; o mesmo acontece com a gasolina e seus derivados comercializados nos postos de combustíveis; partidos políticos é um grupo organizado de pessoas que formam legalmente uma entidade de direito privado, que ironicamente é sustentado com financiamentos públicos, os denominados fundos partidários.  Além de outras aberrações existentes.

O setor de carnes é diretamente responsável por US$ 12 bilhões em exportações por ano no Brasil. O sistema de avaliação está sendo colocado em xeque, mesmo tendo o presidente golpista, nesta segunda-feira (20), Michel Temer ter reforçado pateticamente que o país tem “sistemas rigorosíssimos de avaliação” do mercado, e que quando o produto chega a país estrangeiro ainda passa por uma nova inspeção. Mesmo diante de tão expressivo valor  no comércio da exportação brasileira a sanha e ganância dos empresários nacionais não mais obedecem fronteiras, como se não bastasse  o crime praticado no mercado interno. Estes crimes são perpetrados na busca desesperada do lucro máximo, sendo este o grande legado capitalista que põe em uma encruzilhada a sobrevivência da espécie humana.

A Polícia Federal diz que frigoríficos envolvidos no esquema “maquiavam” carnes vencidas com ácido ascórbico e as reembalavam para venda e que as empresas, então, subornavam fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para que autorizassem a comercialização do produto sem a devida fiscalização. A carne imprópria para consumo seria destinada tanto ao mercado interno quanto à exportação. A Operação Carne Fraca foi deflagrada nesta sexta-feira (17).

De acordo com citações bíblicas, para fugirmos um pouco de nosso pragmatismo social,  quando fala de carne, fala de pessoa, de natureza humana. Quando Jesus estava no Horto das Oliveiras, pediu que os apóstolos rezassem por Ele, mas eles dormiram. A natureza humana é fraca por causa do pecado original. Pelo visto este conceito religioso se encaixa muito bem para o nosso caso específico… A carne é fraca.

Sérgio Jones

Jornalista

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Reformas do governo ilegítimo sacrificam os brasileiros

Movimento do dia 15 de março contra a reforma da Previdência.

É impossível não perceber a angústia e a apreensão pela qual passa o povo brasileiro diante dos atos escabrosos dos últimos anos. A saúde está um caos; o mesmo pode-se dizer da educação e cultura; a violência tomou conta do país; milhões estão desempregados, etc. A corrupção se alastra pelo País em uma velocidade incomensurável de mãos dadas com a criminalização dos movimentos sociais.

Para consumar toda essa irresponsabilidade, políticos desonestos estão em postos de comando. Este é o retrato do Brasil contemporâneo.

Como se não bastassem todas essas mazelas sociais, o governo golpista de Michel Temer – aposentado aos 55 anos – lança o projeto insano e desumano de reforma da Previdência, castrando os direitos sociais adquiridos pela Constituição Cidadã de 1988, torturando principalmente, os mais pobres e desvalidos.

Porém, não se trata de uma reforma e sim, de uma destruição sem precedentes da Previdência Social, para introdução da Previdência Privada; esta, será administrada pelos grandes bancos nacionais e internacionais, sob o pretexto de que aquela Instituição tem déficit. Mas na realidade ela é superavitária.

Será que os batedores de panela ficarão de fora dessa reforma?

Na verdade, todos sabem que reformas são necessárias para melhorar o Estado Brasileiro, mas não ao nível de tortura, sem um debate amplo com a sociedade, violando assim, os direitos adquiridos e os deveres referentes ao bem comum.

“Ninguém pode se sentir exonerado da preocupação pelos pobres e pela justiça social” – Papa Francisco, Evangelii Gaudium, 202. Mesmo que Deus não abençoe a pobreza e não amaldiçoe a riqueza, precisamos olhar para os pobres e miseráveis.

É fundamental que as comunidades e instituições de classe se unam em prol da defesa aos direitos dos cidadãos e cidadãs brasileiros, que terrivelmente estão tendo seus benefícios aviltados e sequestrados por este governo ilegítimo, com características absolutas de quadrilha.

Caso estas reformas sejam aprovadas, devemos boicotar os Deputados que votaram na sua aprovação, não os reelegendo nas próximas eleições.

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Governo golpista quer fazer suruba com a Previdência Social

E o povo continua na sua imobilidade social!

Ao longo da triste e bizarra história brasileira já se tornou comum à elite política e seus sequazes vilipendiarem a nação ao promoverem rapinagem nos cofres públicos. Enquanto a conta a ser paga é transferida para o trabalhador. Estes se tornam avalistas de toda esta esbórnia e canalhice perpetradas por um Estado burguês gerenciado por uma corja de cleptocratas que cometem os mais vis crimes, na certeza da impunidade.

Mesmo diante deste estado de letargia, o povo continua na sua imobilidade social esperando o que Jesus prometeu. Enquanto a nação continua deitada, placidamente, em berço esplêndido. O assunto tem se sobressaído no cenário político nos últimos meses porque o governo do golpista, interino, de Michel Temer vem defendendo mudanças no regime. Entre outras coisas o Planalto objetiva aumentar a idade mínima para aposentadoria, sob a argumentação de que a Previdência amargaria atualmente um rombo de R$ 146 bilhões.

Ninguém, com o mínimo de bom senso, ignora o fato de que o discurso governista procura dar uma sustentação a interesses escusos. O IBGE divulgou recentemente pesquisa mostrando que a expectativa de vida média do povo brasileiro é de 70 anos, ou seja, aumentando a idade mínima possível para a aposentadoria, as pessoas vão morrer trabalhando, sem poderem se aposentar nunca.

De acordo com cartilha elaborada e divulgada no mês passado pela associação Nacional dos Fiscais da Previdência (ANFIP), classifica os dados apresentados pelo governo sobre a Previdência como uma “falácia”. Enquanto o governo Temer sustenta a existência de um rombo de R$ 146 bilhões, os especialistas afirmam que, em 2014, por exemplo, teria havido superávit de R$ 53 bilhões.

Segundo ainda denuncia este mesmo órgão, os governos ao longo do tempo, têm demonstrado cálculo de déficit porque consideram apenas parte das contribuições sociais, incluindo somente a arrecadação previdenciária direta urbana e rural, excluindo outras fontes importantes, como o Cofins, o Pis-Pasep, entre outras, além de ignorar as renúncias fiscais.

Sérgio Jones

Jornalista

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

A cruz do povo brasileiro

Presidente Michel Temer acompanhado da primeira-dama, Marcela Temer, na cerimônia de comemoração pelo Dia Internacional da Mulher, no Palácio do Planalto. Discuso misógino do presidente Temer é criticado.

No início do primeiro milênio da Era Cristã, o castigo para aqueles que não obedeciam aos ditames de Roma – que tinha Israel sob seu jugo – com tortura e crucificação, seus corpos desfalecidos eram jogados aos animais ferozes, aos corvos e urubus.

No Brasil contemporâneo, as ocorrências não são muito diferentes destas e das atrocidades da época de Jesus Cristo.

A cruz e o flagelo que foi imposto ao nosso Irmão Maior pelo traidor e covarde Pilatos – pior do que Judas – estão sendo estabelecidos pelo Pilatos brasileiro do século XXI; Michel Temer, o traíra do povo brasileiro, principalmente dos negros, pobres e jovens que estão iniciando a vida profissional.

Jesus Cristo foi de encontro aos interesses de Caifás, Sumo Sacerdote que estava profanando o Templo de Jerusalém, transformando-o em um centro comercial. Lá, negociavam-se todo tipo de transações como também cambiavam moedas. Ao proibir a comercialização no Templo, Jesus trouxe prejuízos financeiros não só para Caifás, como para Anás, sogro do Sumo Sacerdote, e seus quatro filhos que trabalhavam no Templo e viviam dos negócios escusos do Templo.

Com a reforma da Previdência, um sistema injusto está sendo imposto atualmente à sociedade brasileira. Os índices de desemprego crescendo assustadoramente; subtração de direitos sociais; falta de investimentos na educação e na saúde; isto é, uma austeridade insana, mas só para os mais desvalidos. O golpe mergulhou o País na maior recessão da sua história!

Os golpistas brasileiros, aproveitando o analfabetismo político da população, fizeram com que esta acreditasse que só o Impeachment da Presidente Dilma Rousseff poderia a economia brasileira voltar a crescer. E deu no que deu, ou seja: uma retração histórica da economia brasileira, com o PIB recuando 3,6% em 2016. Recessão só vista antes em 1930 e 1931.

Como se não bastasse esta guerra de absurdos, o mordomo-golpista Temer, em solenidade no Palácio do Planalto, em comemoração ao dia internacional das mulheres, teve a cara de pau de pronunciar a seguinte frase: “as mulheres servem para fiscalizar os preços nos supermercados”. Esta vai para as belas, recatadas e do lar que faziam panelaços. Com certeza foram verificar os preços das panelas.

Jesus Cristo foi crucificado uma vez. O povo brasileiro é crucificado todos os dias pelos desmandos deste Pilatos fajuto, golpista e corrupto. Não tomem como surpresa se ele, e o Caifás Jucá, derem entrada em um projeto revogando a “Lei Áurea”, afinal de contas, o início foi dado com a reforma das leis trabalhistas. Conforme noticia o site http://alertasocial.com.br/ : “tão logo acabe a folia popular, o projeto de lei que libera a terceirização irrestrita de trabalhadores pelas empresas vai ser levado à votação”.

Caifás, Pilatos e Judas (que devem estar morrendo de inveja do golpista), nunca deixaram de existir neste País “gigante pela própria natureza, mas que dorme eternamente em berço esplêndido”!

Leave a Comment

Filed under Sem categoria