1ª Mostra Internacional de Artes Urbanas – MIAU/Por Roberto Leal

1ª Mostra Internacional de Artes Urbanas – MIAU
ILUSTRAÇÃO: arquivo Google

Acontecerá no próximo dia 23/08 (quinta-feira), a partir das 17 horas, na escadaria da Igreja do Passo (Centro Histórico de Salvador/BAHIA-Brasil) a 1ª Mostra Internacional de Artes Urbanas – MIAU onde se fará acontecer Cultura, n’uma ação envolvendo vários artistas, será uma grande confraternização entre amantes das grandes manifestações artísticas e culturais de vários lugares do planeta. Artes plásticas, circo, dança, fotografia, gastronomia, Literatura, moda, musica, poesia, teatro e muito mais para fazer parte dessa grande mostra transparentemente urbana.

Esse grande miado trará dentre outras atrações o “Sarau do Miau” com as poesias de Taíssa Cazumbá, Walter Cesar, Rafael Pugas, Michelle Saimon, Açucena de Lírio, Rafael e João Vanderley de Moraes Filho, a exposição e lançamento de livros de autores africanos e baianos, com uma seção de autografo do poeta angolano Fernando Chissende (Angola) com seu livro “Pensamentos em Estoque” Ed. A5/BA; show musical com as bandas Som do Paço (Brasil), Daniel Dandê, Família Teyuna (Colômbia), Shalon Adonay & Projeto Samba Chula Tombo Couraça, Ras Ednaldo Sá, Jorge Santana e maniçoba musical de Santo Amaro; a dança fica por conta Meirejane Lima, o Grupo Dança Afro Mandingue (Chile), o Dança Afro Peruana (Peru); teremos ainda a moda com alternativa de muitas cores do rastaman Day Tribal; ainda vários Malabaristas do mundo inteiro; a exposição “Contrastando África” com 13 fotos do repórter fotografo Roberto Leal e bate papo com escritores baianos.

A realização do evento é uma parceria da Gato Preto Produções (Tiago Poeta), UBESC – União Baiana de Escritores e Chileiras S/A, com o apoio da revista Òmnira e do Movimento Literário Kutanga/Angola.

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

O que o Brasil vê em Lula para continuar votando nele? / Por Sérgio Jones*

Lula: O maior Presidente brasileiro de todos os tempos!
FOTO: arquivos Google

Eis uma pergunta que a ala conservadora política brasileira, para desespero deles, não tem resposta por mais que procurem. Apesar de Lula se encontrar condenando. Apesar de estar na prisão. O povo em nenhum momento saiu à rua contra sua detenção, nem gritou em massa que é inocente, a pergunta que não quer calar, por que continuar votando nele com maior afinco que em todos os outros candidatos?

A resposta está no fato de que independente de seus defeitos e pecados, o povo brasileiro, em especial aqueles que residem nas camadas mais pobres da população, sabe de forma instintiva de que o Lula como nenhum outro político conhece o vazio de esperança que pulsa ao longo da história deste país, principalmente quando o que está em questão são aqueles brasileiros que perderam a capacidade e esperanças de sonhar com dias melhores. A exemplo de muitas outras figuras que permearam e continuam permeando no imaginário popular, Lula se tornou um figura emblemática que apresentou um Brasil de abundância, a terra do leite e do mel, uma espécie de terra prometida.

Embora esta visão, com elevada dose de messianismo, não tenha sido alcançada em sua plenitude teve de conviver com a dor de que os resgatados por ele se encontram tal qual barco à deriva. É possível que mais uma vez o sonho do Lula se concretize em ver um Brasil do qual sempre sonhou. Mas uma evidência indelével aos que a ele fazem oposição é que não podem apagar que Lula continua se apresentando como uma opção real de milhões de brasileiros que queriam e querem votar nele, se este arremedo de lei que existe no país, assim permitir.

Esse anacrônico Brasil, forjados de partidos conservadores que se esforçam em manter o status quo é um ponto fora da curva. O avanço é irremediável e independem das forças do atraso. É esse Brasil que Lula luta, de forma denodada, na esperança de se desvencilhar de velhos grilhões que mantêm asfixiado os nobres anseios políticos do povo brasileiro.

O que se busca é livrar a nação de um passado cada vez mais contraditório. Se luta em avançar em busca de um caminho mais justo, onde a permanência do bem-estar social deixa de ser uma utopia para se tornar uma realidade, realidade essa cada vez mais ao alcance de todos. Por mais que tentem as forças do atraso deter a roda e as engrenagens da história, a vitória final será do povo. Por ser esta, a mola propulsora da história que impede que ela deixe de girar. Lula Livre.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Parte superior do formulário

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Quando a dor vem da alma/Por Drª Roberta França

Quando ainda era acadêmica ouvi de um professor algo que nunca esqueci “quando tudo dói a dor não é física”…

Quantos alertas nosso corpo precisa nos enviar para olharmos pra ele, de verdade!
FOTO: arquivos Google

Talvez eu não tenha dimensionado naquele instante a grandeza desse diálogo. Hoje geriatra, vivenciando diariamente a rotina dos meus pacientes, vejo o quanto esse olhar me abriu para compreender cada um que chega com dores por todo corpo; muitas vezes não sabendo nem por onde começar ou sequer explicar como acontece. Ouço com atenção às queixas de dores de cabeça, no estômago, musculares, ósseas, palpitações, náuseas, coceiras…

Depois faço apenas uma pergunta “o que está realmente acontecendo com você?” Após um minuto de hesitação e até espanto, a maioria cai num choro convulso e doloroso. Deixo o choro libertador acontecer e então no lugar das queixas álgicas ouço término de relações, perdas de pessoas queridas, problemas financeiros, medos, angústias e ansiedades… Novamente lembro – me da frase ” quando tudo dói a dor não é física”… Não é! A dor é na alma…

Tudo que nos faz mal e guardamos, por um mecanismo de defesa, vai sair de alguma forma… muitas vezes em forma de doença! É nosso corpo físico gritando pelo resgate da nossa alma… É nosso corpo nos confrontando com nosso eu… É nosso corpo nos mostrando o que não vai bem… É nosso corpo dizendo “olhe pra você”

Às vezes é difícil compreender e até acreditar nisso. Normal! Estamos tão mentais, tão obcecados pela objetividade que só mesmo adoecendo, doendo, machucando é que paramos para valorizar nossas sensações e nos perceber. .

Ninguém gosta de sentir dor, ninguém quer adoecer, todo mundo teme se machucar…

Alertas!

Quantos alertas nosso corpo precisa nos enviar para olharmos pra ele, de verdade!

Sejamos mais atentos, gentis e cuidadosos com nosso corpo… Sejamos mais atentos, generosos e amorosos com nossa alma… Toda dor é real… Toda dor é tratável… Todo corpo deve ser templo… Toda alma deve ser leve…

Roberta França

Medicina Geriatrica

www.geriatrarobertafranca.com.br

Colaboração: Jaldo Cotrin

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

A primeira edição do miau foi assim/ Por Roberto Leal

Fonte: ASCOM/Revista Òmnira
Fotos: Roberto Leal

A Gato Preto Produções (Tiago Poeta) e a UBESC – União Baiana de Escritores realizou ontem dia 23/08 (quinta-feira), desde as 17 horas, na escadaria da Igreja do Passo (Centro Histórico de Salvador/BAHIA-Brasil) a 1ª Mostra Internacional de Artes Urbanas – MIAU onde se fez acontecer Cultura, n’uma ação que envolveu vários artistas, foi uma grande confraternização entre amantes das grandes manifestações artísticas e culturais de vários lugares do planeta. Artes plásticas, circo, dança, fotografia, gastronomia, Literatura, moda, musica, poesia, teatro e muito mais que contribuiu para o conteúdo dessa grande mostra transparentemente urbana.

Fonte: ASCOM/Revista Òmnira
Fotos: Roberto Leal

Foi um grande miado, com inicio de grande legado, como um grito de Liberdade, uma ocupação de espaço que trouxe dentre outras atrações o “Sarau do Miau” com as poesias de Taíssa Cazumbá, Walter Cesar, Rafael Pugas, Michelle Saimon, Tiago Gato Preto, Açucena de Lírio, Rafael e tantos outros, a exposição e lançamento de livros de autores africanos e baianos, com uma seção de autografo do poeta angolano Fernando Chissende (Angola) com seu livro “Pensamentos em Estoque” Ed. A5/BA; show musical com as bandas Som do Paço (Brasil), Daniel Dandê, Shalon Adonay & Projeto Samba Chula Tombo Couraça; e no encerramento a Família Teyuna (Colômbia) deu um espetáculo, apesar da chuva fina que caia naquele momento, tivemos ainda um número de dança com as meninas chilenas da Dança Afro Mandingue, Dança Afro Peruana; e a apresentação de vários Malabaristas do mundo inteiro; além do sucesso de imagens que foi a exposição “Contrastando África” com 13 fotos do repórter fotográfico Roberto Leal.

Fonte: ASCOM/Revista Òmnira
Fotos: Roberto Leal

Presentes poetas e escritores: Audelina MacieiraO Velho Viajante, Douglas de Almeida, João Vanderlei De Moraes Filho, Frank Bahia; músicos: Gabi Guedes, Anderson Souza dentre outros; registramos a presença da TV Kirimurê com o apresentador Cristiano Pedreira. E evento teve o apoio da revista Òmnira e do Movimento Literário Kutanga/Angola.

“O projeto é audacioso do ponto de vista que se pretende realizar a mostra uma vez por mês, ganhando assim espaço na agenda e no calendário cultural de Salvador”, disse Roberto Leal presidente da UBESC – União Baiana de Escritores.

Fonte: ASCOM/Revista Òmnira

Fotos: Roberto Leal

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

A liberdade de livre escolha

O brasileiro está perdendo o direito da livre escolha
FOTO: arquivos Google

Deus concedeu às pessoas o Livre Arbítrio. Isto significa que o ser humano tem idoneidade total para decidir suas ações. Porém, os “coxinhas” da direita brasileira, a todo o momento tentam extinguir este direito inalienável dos indivíduos.

A liberdade de livre escolha no Brasil, seja em qualquer segmento, é muito difícil, a começar pelos religiosos, principalmente os protestantes, que se auto intitulam escolhidos por Deus e com lugar garantido no céu. Os fiéis deste culto são intransigentes, não respeitam e nem aceitam a escolha das outras pessoas por outra religião que não seja a que ele professa.

A intolerância religiosa dos protestantes gera uma confusão na cabeça de suas “vítimas”, levando-as a tomar a decisão de se acharem agnósticas (teísta ou ateísta), mas na realidade não é nada disso. É o efeito da intolerância religiosa que cerceia todos os seus direitos materiais e espirituais, conspirando para que se sintam agnósticas. Eles bem sabem que existe um Criador para tudo que se encontra na face da terra. E no Universo? Claro que o Universo também foi criado por um Ser superior. Não importa o Seu nome.

Mas o protestante não para de perseguir os indivíduos até conseguir seu intento ou, até quem sabe, gerar uma desarmonia nas relações entre ambos. A intolerância religiosa cerceia os direitos de livre escolha.

O mesmo acontece na política partidária. Existe uma polarização política na sociedade brasileira muito evidente. Porém, os que se dizem de direita, cometem um engano teórico sobre o que é ser de direita, de esquerda e o que venha a ser o nazismo. Os “coxinhas” de direita, por falta de argumento, procuram iludir as pessoas – principalmente as menos esclarecidas – transparecendo que a esquerda brasileira quer instaurar uma ditadura comunista-esquerdista no Brasil.

Quem denomina os partidos de esquerda brasileiros, principalmente o PT, de comunista, demonstra um total desconhecimento sobre o verdadeiro significado desta expressão. Esta prática é utilizada pelos imprudentes de direita (que nem sabem o que venha a ser direita ou esquerda política), na tentativa de extinguir o direito de livre escolha do cidadão, amedrontando seus adversários com a desinformação (terrorismo psicológico).

Essa farfalhada foi muito utilizada no “Estado Novo” da ditadura militar e hoje também é excessivamente utilizada pela Rede Globo de Comunicação. Essa atitude sempre fez parte do jogo político rasteiro dos veículos de comunicação que compõem o PIG – Partido da Imprensa Golpista. Veículos estes, que deveriam exercer seu papel de informar com imparcialidade, sem induzir opiniões.

Deus deu ao homem o direito de escolher qualquer coisa, a qualquer momento. O “livre Arbítrio” é um conceito defendido como importante ferramenta para a ponderação moral e ética por várias autoridades e conceitos religiosos. Portanto é fundamental que você não abra mão de exercer todos os seus direitos.

Alberto Peixoto – Escritor

reyapeixoto@yahoo.com.br

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

O medo que a Rede Globo tem de Lula

Organizações Globo, sempre a serviço dos golpes.
FOTO: arquivo Google

“Quando vocês tiverem dúvidas quanto a que posição tomar diante de qualquer situação, atentem… Se a Rede Globo for a favor, somos contra. Se for contra, somos a favor!” – Leonel Brizola.

Nas eleições para Governador do Rio de Janeiro em 1982, Leonel Brizola passou por cima de seus concorrentes de forma esmagadora. Até então ele era considerado um candidato do PDT sem as mínimas chances de ser eleito, segundo as pesquisas, com certeza, manipuladas pelas Organizações Globo de Roberto Marinho.

Logo após sua vitória, tornou-se público um golpe hediondo planejado pelas “Organizações” Globo. O plano “sujo” da “Organização” consistia em roubar votos de Leonel Brizola levando-o assim a uma derrota. Mas o que ocorreu foi uma célebre vitória categórica e arrasadora. Em 2004, a morte levou Brizola – nunca seus ideais.

Felizmente, em meio a esse lamaçal pseudojornalístico, ainda existe um pequeno grupo que pratica o jornalismo honesto. Como é o caso do Brasil247.com, conversaafiada.com.br, entre outros. Porém, por serem honestos, passam por dificuldades e perseguições. Veja a seguir o depoimento de Marcia Tiburi a respeito deste assunto:

“Do jeito que a comunicação brasileira, que os meios de comunicação têm sido sequestrados por um pensamento autoritário, é muito importante a gente sustentar esse parâmetro democrático do 247. Faça sua doação, seja generoso dentro das suas possibilidades e esteja junto com a gente nessa luta pela democracia no Brasil” Marcia Tiburi é filósofa, escritora e professora.

Atualmente é notório que a Rede Globo tem um medo exorbitante da vitória de Lula nas eleições de 2018. Todos sabem que além desta “Organização” sempre cercear o direito inalienável do cidadão se informar – os telejornais desta emissora sonegam informações e distorcem os fatos, fantasia, adultera, lobotomiza – tem a sórdida missão de desmoralizar perante o eleitorado, a imagem do ex-presidente.

Rede Golpe de Comunicação a serviço dos militares.
FOTO: arquivo Google

A “Organização” joga uma mentira no ar, principalmente no JN – Jornal Nacional, jornalismo de encomenda – e no dia seguinte o Ministério Público – MP – transforma “esta mentira” em investigação deixando vazar todos os dados para a Rede Globo. Com certeza sai tudo em primeira mão no “Plantão do JN” e à noite com mais detalhes no “famigerado” telejornal.

Qual imbecil atualmente tem alguma descrença de que, com assessoria do Judiciário, o Ministério Público vai trabucar para conseguir impedir a volta de Lula em 2018?

Em um de seus pronunciamentos Lula afirmou: “pois é o seguinte, não me chame pra briga, porque eu sou bom de briga e eu gosto dessa briga”.

Não é necessário explicar detalhadamente porque as “Organizações” Globo dos irmãos Marinhos tem tanto medo do retorno de Lula à Presidência da República!

Alberto Peixoto – Escritor

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Religião, Política e Sexo

Para que lado seguir? Que rumo tomar?
FOTO: arquivos Google

Em 1534, inicio do século XVI, Henrique VIII, rei da Inglaterra, apaixonou-se perdidamente por Ana de Bolena, dama de companhia de sua esposa, a Rainha Catalina de Aragon, e exigiu que o Papa Clemente VII anulasse o seu casamento, para que ele pudesse casar-se com a serviçal do castelo. Como o Papa Clemente VII não acatou o desejo do indômito rei, foi criada então, a Igreja Anglicana, onde Henrique VIII pôde, enfim, casar-se com Ana de Bolena. Alguns anos, após o exótico matrimonio, a infeliz Ana, por não ter presenteado ao rei um herdeiro “varão”, foi decapitada por ordem do seu algoz amado, que retornou para sua ex-esposa, Catalina de Aragon.

Exatamente no ano de 1517, também século XVI, o Cardeal Martinho Lutero, decidiu publicar as famosas “95 teses”, que denunciavam a Igreja Católica por cobrança de indultos e de vender objetos consagrados pela igreja, prática hoje corriqueira em todos os seguimentos religiosos o que transformou a igreja em um grande “negócio”. A Igreja Católica se defende dizendo que simplesmente trocava “recordações” – brindes – com aqueles que faziam doações para a construção da Capela Sistina – o Vaticano alegava não ter verba suficiente para concluir a célebre obra.

Na realidade, a revolta de Lutero, foi por não ter sido indicado através dos cardeais que, liderados pelo Carmelengo, compunha o “Conclave” que elegeria o novo Papa. Martinho Lutero perdeu essa oportunidade para Leão X, surgindo daí, o Luteranismo, que mais tarde tomou o nome de Protestantismo, hoje conhecido por Crente, Cristão, Evangélico, etc. Acho que a variedade de nomes é devido à quantidade de sub-divisões a que se submeteram os seguidores de Lutero.

Em 20 de abril de 1233, século XI, o Papa Gregório IX, editou duas bulas que marcaram o início da “Inquisição”, Instituição da Igreja Católica Romana que perseguiu, torturou e assassinou vários dos seus inimigos, ou quem ela entendesse como inimigo, acusando-os de hereges, por vários séculos. Um dos mártires mais conhecido desta funesta “Instituição religiosa”, foi a francesa Joana D`arc, classificada pelos bispos católicos, como “uma bruxa enviada do demônio”, devido ao seu alto grau mediúnico. Foi torturada durante seis meses, sendo na véspera de sua execução, estuprada pela maioria dos soldados que montavam guarda no quartel e alguns detentos, companheiros de sela. Teve sua cabeça raspada e, por fim, “queimada viva” na praça principal de Rouen – cidade francesa – em uma “ardente” fogueira.

A Rainha Teodora, esposa do Imperador Justiniano, que se dizia entender teologia mais do que o Papa, por ter sido prostituta – antes de cair nos encantos do Imperador – perturbou-se ante o fato de suas ex-colegas se sentirem orgulhosas e decantarem essa condição de pertencerem ao mesmo ofício, mandou seus vassalos matarem, todas as “quinhentas” prostitutas de Constantinopla, ocasionando uma revolta dos cristãos da época que a classificaram de assassina, desejando que ela reencarnasse como prostituta e fosse assassinada quinhentas vezes em vidas futuras, a fim de expiar seus crimes. Teodora, que mandava e desmandava em meio mundo, conseguiu que no Concílio de Constantinopla, realizado em 553 dC., retirassem dos textos Bíblicos a palavra REENCARNAÇÃO, substituindo-a por ressurreição, o que só foi permitido a Jesus Cristo, filho de Deus.

E eu – após constatar que religiões surgiram para oficializar o relacionamento extraconjugal de um rei e sua amante; as desavenças políticas de um Cardeal Católico que queria ser Papa e a Cúpula do Vaticano; Uma ex-prostituta se tornou Imperatriz e quis apagar o seu passado com o sangue de suas ex-companheiras de profissão; Perseguições da Igreja Católica a fim de se manter no poder – fiquei mais perdido do que cego em tiroteio.

Para que lado seguir? Que rumo tomar? A resposta veio rápida! Deus está dentro e em volta de você, na natureza, na inocência das crianças, na chuva que cai, fertilizando o solo, no sol que aquece, nas flores que embelezam nossos jardins, na mão que afaga, no sorriso que harmoniza a vida e acaricia a nossa alma; atendendo ao apelo do nosso Irmão Maior, Jesus Cristo, dando água a quem tem sede, comida a quem tem fome, cobertor a quem tem frio, amando ao próximo em um amor fraterno, verdadeiro, e a Deus por convicção, não por mandamentos.

É no silencio do quarto, ou na tranquilidade que nos oferece uma vista a beira mar, ouvindo a sinfonia das ondas que beijam a – quase sempre – alva areia das praias, do apogeu ao perigeu de um dia vivido com honestidade e justiça, que conseguimos nos sintonizar com a Força Maior do Universo. Com certeza, você nunca vai encontrar Deus, nas frias e “mofadas” paredes dos templos. Ele se encontra dentro de nós!

Alberto Peixoto – Escritor

 

 

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Não importa a cor da pele

Não importa a cor da pele nem a cor dos seus olhos
FOTO: arquivo Google

Não importa a cor da pele, se o cabelo é crespo, ondulado ou liso; se é pobre ou rico. O que importa mesmo é o conteúdo. Temos que aceitar as pessoas como elas são, como nasceram e como vivem. Disse São Paulo em uma de sua epistolas: “o importante para Deus, é o que está no âmago do coração das pessoas…” Somos especiais por que fomos criados à imagem e semelhança de Deus, por isso, a aparência física não tem a mínima importância.

Sendo nós pessoas equilibradas, as cores que existiriam em nosso interior dariam para pintar o céu, colorir o sol, maquilar a lua e todas as estrelas porque elas são formadas pelos nossos valores e princípios morais, que estão alicerçados no conceito de dignidade, o que retrata a essência do ser humano.

É muito difícil desligar-nos de emoções, desejos e paixões. É muito mais difícil ainda, aceitar os nossos erros e defeitos, mas é necessário ser solidários com o próximo, respeitar os seus direitos, seja qual for sua raça, credo ou seu prestígio, procurando um melhor relacionamento com o mundo físico e social.

O homem sem cérebro!
FOTO: arquivo Google

É muito complicado voltarmos para o nosso interior – principalmente para as pessoas que se sentem o centro do universo ou que se acham o sol, com o mundo girando em torno delas – constatar e aceitar tudo aquilo que não aceitamos ser, admitir que não somos o sol, nem o centro do universo e que o mundo não gira em torno de nós, chegando à conclusão de que somos, no plano atual, meros participantes do jogo da vida, em iguais condições diante do Criador.

Infelizmente temos que ouvir um candidato a Presidente da República Federativa do Brasil, de qualidades ínfima, um “ogro”, dizer que o negro é malandro e o índio indolente. Com certeza o cérebro deste elemento infinitesimal, se encontra na sola dos pés

Alberto Peixoto – Escritor

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Isto é Flamengo

O Flamengo possui uma torcida maior do que a população da Espanha

Infelizmente os atuais gestores do Clube de Regatas Flamengo, não compreendem ou não sabem da grandeza do clube que tentam administrar. Provam isso quando demitem às vésperas de um grande jogo, como deve ser Flamengo X Corinthians, que vai decidir a vida do Rubro negro carioca na Taça Libertadores das Américas. Mas, tudo bem. Que Deus nos proteja.

Revirando o meu baú, minhas tralhas, encontrei um texto que desconheço a autoria que diz o seguinte:

ISTO É FLAMENGO

“Flamengo não é somente um clube, uma agremiação esportiva. O Flamengo é uma religião, uma seita, um credo, com sua bíblia e seus profetas maiores e menores. O Flamengo é um amor, uma devoção, uma eterna comunhão de sentimentos.

Por ele muitos deram a vida, alienaram a liberdade, destruíram amizades, arruinaram lares, com homicídios e suicídios. O Flamengo, o flamenguismo, para ser mais exato, é uma cardiopatia. O Flamengo dá febre, dá meningite dá cirrose hepática, dá neurose, dá exaltação de vida e de morte. O Flamengo é uma alucinação.

Deveria ser feita uma lei federal que obrigasse o Flamengo a jogar em todo o Brasil, toda semana, e ganhar sempre. Quando o Flamengo vence, há mais amor nos morros, mais doçura nos lares, mais vibração nas ruas, à vida canta, os ânimos se roboram, o homem trabalha mais e melhor, os filhos ganham presentes.

O Flamengo não pode perder, não deve perder. Sua derrota frustra, entristece, humilha e abate. A saúde pública, a higiene nacional exigem que o Flamengo vença, para bem de todos, para felicidade geral, para o bem estar nacional”.

Infelizmente, como já disse, os gestores do “Mais Querido do Brasil”, desconhece tudo isso.

Alberto Peixoto – Escritor

 

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

O tão falado tema do Porto de Mariel em Cuba/Por José Manuel Cruz Cebola*

Porto de Mariel – Cuba

Muito se tem escrito sobre este tema, embora a maior parte do que se lê por aí tenha origem nos detractores de Lula e de Dilma e inimigos do PT. Em sua deliberada má fé, Aécio Neves e alguns manipuladores da direita costumavam dizer na maior cara de pau que o governo brasileiro estaria projectando construir um porto para Cuba só para ajudar o governo cubano, como se estivesse desviando dinheiro para a ilha que derrotou o império com a sua revolução invicta.

Podemos historiar de uma forma muito concisa o que se passou. Para além daquele conhecimento sobre a matéria que eu já tinha adquirido graças a bastante investigação, tive o cuidado de ler parte da documentação dos acordos na versão castelhana. Resumindo: ao tempo – 2009 e 2010 — os últimos dois anos do governo Lula — e em 2011, 2012 e 2013 — no primeiro mandato de Dilma e até esta ter sido afastada por força do ‘impeachment’, o BNDES brasileiro assinou contratos de financiamento ao empreendimento no valor de US$ 682 milhões. Para quem não sabe, os projetos de financiamento do BNDES no exterior existem para abrir mercados.

No caso concreto do porto de Mariel, as esferas políticas já tinham conhecimento da abertura por parte do então presidente norte-americano em relação a Cuba. Durante um encontro da Conferência Ministerial da Organização do Comercio (OMC), em Genebra, Suiça, em Novembro de 2009, o ministro cubano Malmierca relatou ao ministro brasileiro das Relações Exteriores, Celso Amorim, que a administração Obama teria conseguido restabelecer o nível das relações do governo de Clinton, prejudicadas pelo seu antecessor George W. Bush, considerando que Obama “podría ser más ambicioso y, en un primer momento, autorizar los viajes de turismo a la isla de los estadounidenses”, disse Malmierca.

O governo brasileiro viu aí uma oportunidade de investimento. É importante que se saiba uma coisa: o BNDES não pode repassar um centavo para governos estrangeiros: quem a ele recorre é a empresa nacional que vai ganhar em dólares em obras por dezenas de países. Entendido? Repito: não houve empréstimo ao governo cubano e sim a uma empresa brasileira, no caso, o Grupo Odebrecht. O BNDES libera recursos apenas para empresas brasileiras que tenham sido encarregadas de realizar um serviço no exterior.

A relação do BNDES é com a empresa nacional, para gerar empregos no Brasil. Ao tempo, num mercado muito disputado, o Brasil era o oitavo maior exportador de serviços de engenharia do mundo. Do mundo, entenderam? A China desembolsou entre 2008 e 2012 um total de US$ 45,2 bilhões; os Estados Unidos, 18,6 bilhões; a Alemanha, US$ 15,6; e a França, US$ 14,6 bilhões, enquanto o Brasil financiou US$ 2,24 bilhões, ficando atrás ainda da Índia, do Japão e da Inglaterra. Começam agora a perceber?

Há que ponderar que em 2013, a Odebrecht Infraestrutura facturou US$ 8 bilhões no estrangeiro (exterior)! O BNDES não investiu em Mariel. O BNDES financiou as exportações de cerca de 400 empresas brasileiras, lideradas pela Odebrecht, no valor equivalente a 70% do projeto. Se o porto foi de grande importância para o socialismo cubano, foi o capitalismo brasileiro que mais ganhou até agora.

O porto de Cuba não impediu a construção de nenhum projeto no Brasil. Aliás, até ajudou.

Por meio da exportação de serviços, como a de Mariel, a Odebrecht capacitou-se e gerou resultados que aplicou no Brasil, como fez no terminal de contentores da Embraport, em Santos. É o maior do Brasil e foi construído pela Odebrecht, simultaneamente a Mariel, com investimento próprio de R$ 1,8 bilhão.

Mauro Hueb, director-superintendente em Cuba da Odebrecht, destacou numa entrevista ao tempo: “É importante ressaltar que US$ 800 milhões foram gastos integralmente no Brasil para financiar exportação de bens e serviços brasileiros para construção do porto e, como consequência disso, gerando algo em torno de 156 mil empregos diretos, indiretos e induzidos, quando se analisa que a partir de cada US$ 100 milhões de bens e serviços exportados do Brasil, por empresas brasileiras, geram-se algo em torno de 19,2 mil empregos diretos, indiretos e induzidos”. Alguém discorda? Se for o caso, que me ilumine.

A bem da verdade, os primeiros negócios dessa natureza com Cuba foram iniciados ainda no governo Fernando Henrique, como ressaltou o diretor do departamento de relações internacionais e comércio exterior da Fiesp, Thomaz Zanotto, em entrevista a Record News em 31 de janeiro de 2014.

Eu escrevi que queria ser conciso, mas já me estou a ‘esticar’ (perdoem o termo). Muito mais haveria que escrever, mas deixo aqui o essencial.
Correu tudo bem? Claro que não correu. Houve falhas de percurso. Bastantes. O que não é de estranhar, sobretudo se não nos esquecermos que no Brasil a corrupção é endémica.

Quanto a mim, o saldo foi muito positivo e esta empreitada foi mais um salto da Odebrecht para se tornar na maior construtora de obras públicas em todo o mundo. A maior! Em todo o mundo! Entenderam?E tudo o vento levou…

José Manuel Cruz Cebola – Critico

Sintra-Portugal

Leave a Comment

Filed under Sem categoria