Ameaças de golpe do ‘capetão’ é conversa vazia/ Por Sérgio Jones*

Bolsonaro e suas heresias.
FOTO: Defesa Net

O presidente Jair Bolsonaro, expulso do exército por suposto ato de terrorismo, mais uma vez ocupou o cenário político para fazer uma espécie de humor macabro. Encarnando o papel de bufão da corte, o que lhe cai bem, ao ensaiar o pedido patético para que os militares fechem o Congresso.

Foram utilizados para tal intento antidemocrático, na condição de massa de manobra, seus insanos seguidores vestidos de verde e amarelo. Estes seres acéfalos desfilaram, em tempos recentes, pelas largas ruas e avenidas de Brasília.

O ritual macabro se estendeu até mesmo em outras capitais do país. Portando faixas a favor do enfermo presidente e cartazes em que faziam apelo para que se procedesse o fechamento da Suprema Corte, o que não aconteceu. Enquanto os generais de pijamas (aposentados) e observadores próximos das Forças Armadas debocharam da situação classificando-a como conversa vazia.

Os generais declararam não haver qualquer risco ou possibilidade de uma possível intervenção militar no Brasil. E foram mais adiante ao afirmarem que a preocupação das forças armadas, no momento, é de estar sendo indevidamente politizada sob o governo Bolsonaro. O general Carlos Santos Cruz foi mais incisivo ao afirmar: “ É uma falta de respeito pelas Forças Armadas”.

Embora o presidente miliciano, Jair Bolsonaro, insista em admitir defender a Constituição do Brasil, ele de forma leviana vem acusando os tribunais de abusarem em suas funções.

Enquanto ele próprio, nada fez ou faz para impedir que poucos e reduzidos apoiadores dele, desfilassem pelo pais exigindo que houvesse intervenção militar. E menos ainda, para impedir que seu pimpolho, deputado Eduardo Bolsonaro, de afirmar que a ‘ruptura’ institucional, era só uma questão de tempo.

As ameaças feitas pelo presidente boquirroto e seus milicianos prosseguiram, mas o Supremo Tribunal Federal classificou as mesmas como um grande blefe de Bolsonaro.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.