Candidatura à reeleição de Colbert continua ameaçada/Por Carlos Lima

Colbert e Ronaldo
FOTO: Carlos Lima

Após o presidente do DEM e prefeito da capital baiana, ACM Neto dizer que o partido terá candidatura própria em 28 das 50 maiores cidades da Bahia, deixou o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (PMDB), com a possibilidade de não ser inserido entre os candidatos que podem receber apoio político, da sigla, em sua tortuosa caminhada à reeleição.

Feira de Santana é o segundo maior município, e colégio eleitoral da Bahia. É evidente que o DEM não pretende abrir mão de indicar o candidato a prefeito, que atualmente é administrado por um prefeito pemedebista, indicado pelo ex-prefeito José Ronaldo (DEM), que renunciou o mandato para ser candidato a governador, numa aventura que lhe conduziu uma fragorosa derrota.

A derrota também criou vácuo, de poder do DEM, nos últimos 20 anos. Observando a lógica política é inquestionável que o DEM não abra mão de reivindicar eleitoralmente o poder para si. Retomada que acredita ser legitimamente de direito.

O empasse está estabelecido no cenário político de Feira de Santana.

Outro grande risco para Colbert é que ele pode perder aliados no legislativo feirense, uma vez que o ex-prefeito José Ronaldo possui uma liderança maior e consequentemente Colbert não receberia o apoio desses edis, caso ele sega a orientação partidária.

Zé Filé ainda afirmou que mesmo indo apoiar a candidatura de Zé Neto, vai migrar do PROS para o partido de seu líder Fernando Torres, o PSD. “Quem sabe Fernando Torres possa conversar com Zé Neto e de repente ser o seu vice”.

Na política nada é impossível, principalmente quando todo o processo eleitoral do grupo atual para permanecer no poder em Feira de Santana, passa pela liderança e decisão de José Ronaldo.

Carlos Lima, Jornalista


Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.