O imbecil inútil/Por Alberto Peixoto

Oh! Bendito o que semeia
Livros à mão cheia
E manda o povo pensar!
O livro, caindo n’alma
É germe – que faz a palma,
É chuva – que faz o mar! (Castro Alves)

Após ouvir o Presidente da República xingar os estudantes do seu país de imbecis úteis, qualquer coisa pode acontecer que não será surpresa, principalmente quando esta frase é pronunciada por um “imbecil inútil”.

O estudante, seja de que país for, é uma pedra preciosa em estado de lapidação nas mãos de um competente profissional: o Professor!

O discente é aquele que faz o novo acontecer e não se atem simplesmente a aprender ler e escrever. Está sempre na busca pelo conhecimento; no esforço constante em experiências que compreende o modo de pensar e discernir, sempre procurando aumentar as expectativas de vida.  Saber interpretar a humanidade que o cerca para no futuro programar a diferença.

O estudante é o hoje se preparando para solucionar o amanhã; é o responsável pela construção de um futuro mais estruturado; estudar não é qualquer coisa efêmera. É algo que subsistirá eternamente em sua vida, sempre mostrando o caminho correto a seguir.

Temos um governo de qualidades medíocres, com um Ministro da Educação que coleciona em seu histórico escolar várias notas “0” e suas principais avaliações foram média 6; Damares Alves – para o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos – totalmente desequilibrada; os três patetas filhos, como trapalhões, destruindo e levando o país à bancarrota. Acham-se os “donos do pedaço”.

Cortar verbas para as escolas públicas, que já funcionam “a meia bomba”, é um ato criminoso que só pode ser cometido por um “imbecil inútil”; um ser sem cérebro, totalmente destituído de inteligência.

A única solução do Brasil de hoje, está nas mãos de nossos estudantes que, com sua atitude de ir às ruas reclamar seus direitos, podem provocar uma reviravolta na atual situação caótica pela qual passamos. Os atos e atitudes do estudante contemporâneo se resumem na busca pela evolução da sociedade devidamente organizada; no crescimento intelectual e científico.

Alberto Peixoto – Escritor


Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.