Brasileiro: Vida de gado, povo marcado, povo feliz!

“A gente comemora os jogos da seleção, bebe um bocado de cerveja e no outro dia a gente vê como é que fica”.
FOTO: WolrdPress

Vocês que fazem parte dessa massa, que passa nos projetos do futuro, é duro tanto ter que caminhar, e dar muito mais do que receber. E ter que demonstrar sua coragem, à margem do que possa parecer, e ver que toda essa engrenagem, já sente a ferrugem lhe comer”. – Zé Ramalho.

Seguramente, brasileiro aceita tudo como se fosse uma coisa normal. É o povo mais submisso, imbecilizado e retardado, aceitando todas as perdas de seus direitos, impostas pelos projetos de um governo golpista sendo capitaneado por um chefe de quadrilha. Mi$hell Temer.

Na realidade a letra da música “Admirável Gado Novo”, de Zé Ramalho, retrata o descaso do brasileiro com relação às injustiças praticadas por esta corja, apoiada por grande parte da imprensa (PIG) e por empresários escravagistas e principais devedores da Previdência e da Receita Federal. São estes os que estão no lucro.

Grande maioria destes empresários são políticos ou aliados a eles – laranjas.

Como se não bastasse, apoiados também por parte da classe média, já em extinção, que se acha rica, sem uma liderança racional e que parecem gostar de virar o “bumbum” para estes aproveitadores de plantão. Covardes, amedrontados e receosos de privar-se do que acham que tem, mas nada tem. São os coxinhas inebriados pelo vizinho rico. Mas eles não são ricos.

Enquanto o petróleo do pré-sal está sendo entregue ao capital estrangeiro a preço de “bananas”, o brasileiro, em sua vida de gado marcado, estava torcendo por uma seleção de futebol que tem dois ex-diretores presos por corrupção no exterior e um que não pode sair do país porque também será preso. Esta é a entidade que rege o futebol brasileiro! CBF.

O brasileiro precisa se consciencializar no mundo verdadeiro. Gradativamente, os lesas-pátrias estão entregando nossas maiores riquezas estimadas em trilhões de dólares a preços vil para o Tio Sam, que passou a mandar neste pardieiro com seu sistema jurídico pífio. Em um país sério, Moro, o playboyzinho tirado a Batman, já teria sido exonerado e estaria atrás das grades ao lado de Gilmar Mendes, Carmem Lúcia, Morais e Cia.

Estudar em uma Universidade voltou a ser prerrogativa dos filhos de ricos, enquanto centenas de jovens pertencentes às classes mais humildes estão deixando as faculdades por falta de projetos do governo para a educação; corte das bolsas de estudo entre outros.

O Sistema de Saúde está na UTI do descaso, com suas Unidades sucateadas por falta de investimentos. Será 20 anos sem investimentos na saúde e na educação, mais congelamento dos salários do funcionalismo público. Enquanto isso os “togados meia boca” estão querendo aumento de salário.

A cada firula ridícula do “cai-cai” Neymar Jr, o desemprego em massa entra nos gramados deste povo marcado, mas marcado pela falta de intelectualidade, pela falta de conhecimento e sem saber discernir o que é melhor para seu futuro.

“A gente comemora os jogos da seleção, bebe um bocado de cerveja e no outro dia a gente vê como é que fica”. Pensamento de alguns torcedores de classe média, porque a maioria não possui condições de comprar cerveja. Os ricos bebem uísque!

“O povo foge da ignorância, apesar de viver tão perto dela e sonha com melhores tempos idos, contemplam essa vida numa cela, esperam nova possibilidade, de verem esse mundo se acabar, a arca de Noé, o dirigível, não voam, nem se pode flutuar” – Zé Ramalho.

Imaginem se a Seleção Brasileira de futebol estivesse classificada para a final da Copa do Mundo e, para nosso azar, fosse campeã! Seria a divinização da insanidade!

Alberto Peixoto

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.