O voto circense de Rosa Weber

A Manipulada

Como tudo no Brasil vira “pizza ou gozação”, não seria diferente com o voto da Ministra Rosa Weber contra o Habeas Corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo o apresentador Milton Neves, “o voto de Rosa Weber foi mais longo que os acréscimos pro Corinthians empatar quando está perdendo o jogo”. Imaginem se fosse igual aos acréscimos dos jogos do Fluminense do Rio de Janeiro na mesma situação do Corinthians, ou se estivesse para ser rebaixado para a segunda divisão do futebol brasileiro. Ainda estaria votando a desprezível Rosa!

Conforme sugeriu um internauta: poderia ser usado como tema da redação do Enem 2019; explique o voto de Rosa Weber.

Sob outra perspectiva, poderia se imaginar a Rosa de baixa fragrância, convidando sua filha para dar-lhe uma orientação qualquer, uma conversinha entre mãe e filha: “senta aqui, filinha, vamos conversar”. Não é possível projetar o desespero da herdeira da Rosa diante de tal “intimação”!

A Rosa despetalada, em seu voto circense, utilizou uma linguagem desconhecida, duvidosa, contraditória e fraudulenta. Pode-se até dizer: saiu do nada para lugar nenhum. Acho até que, além de tema para o próximo Enem, deveria servir de estudo nos sofisticados laboratórios da NASA, já que o Tio Sam tem interesse em nossa (Brasil) derrocada.

Mas, o que se esperar de uma Ministra que ajudou sua parceira Carmem Lucia, liberar o tucano Aécio Neves, o intocável? O culpado de toda esta situação caótica ter se instalado no Brasil? Um molequinho do Le Blon, da Zona Sul carioca, acostumado a bater em mulheres? O julgamento de Lula foi só mais uma farsa, um espetáculo do circo que se tornou o STF – ou já era e nós não sabíamos.

Alberto Peixoto

Escritor

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.