Brasil, terra de miseráveis.

A pobreza é relacionada com a falta de oportunidades.

Segundo pesquisas dos diversos institutos, o governo Temer/Meireles foi derrotado não só pelo desemprego como também pela falta de ideias.

O aumento de impostos nos combustíveis vai gerar uma ação em cadeia, pois ao aumentar os combustíveis, vem em seguida o repasse para o frete e, em consequência disso, o valor do produto final também é majorado.

Pode-se avaliar como uma “ideia brilhante” o aumento dos impostos nos combustíveis, ideia esta da dupla dinâmica – Batman e Robin da corrupção – que distribuiu milhões para conseguir o apoio necessário na tentativa de barrar o andamento das denuncias de corrupção na Câmara.

Enquanto isso, os miseráveis brasileiros desempregados passam fome, não tem onde morar e muito menos um sistema de saúde adequado.

São miseráveis porque não tiveram oportunidades ou tiveram poucas, que este governo vampiresco se incumbiu de lhes tirar o mínimo que tinham.

Para os coxinhas, batedores de panelas – falando nisso, estes vermes desapareceram – a solução seria o Estado Mínimo. Porém, a maioria dos brasileiros sabem que esta não é a forma ideal. A solução é mais Estado que é o método ideal para fazer a  economia crescer.

Fim do projeto “minha casa, minha vida”

Considerando que 77% da população brasileira acha que a pobreza é relacionada com a falta de oportunidades, pode-se concluir que o Estado Mínimo viria aumentar mais ainda a miséria do povo brasileiro. Mais desemprego.

Na realidade o que temos neste País é raposa tomando conta de galinheiro. Se não conseguirmos mudar, erradicar do Brasil esta virose da corrupção, não adianta nenhum método ou tipo de governo. O povo vai morrer trabalhando para sustentar vagabundos.

Alberto Peixoto – Escritor

1 Comment

Filed under Sem categoria

One Response to Brasil, terra de miseráveis.

  1. Como sempre as suas ponderações são apropriadas e reflete o grave quadro social que nos é apresentado pelos bandidos que se encontram encastelados no poder. Até quando o povo vai suportar esta situação de forma bovina é que não sabemos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.