Senador (afastado) Aécio Neves continua debochando da justiça ao fazer uso espúrio do poder político

Aécio faz pouco caso da justiça brasileira.

É sintomático, para não dizer desrespeitoso, o pouco caso que o Aécio faz da justiça brasileira. Exemplo bastante elucidativo foi observado pelo procurador da república, Rodrigo Janot ao constatar que o senador faz “uso espúrio do poder político”. O que o levou a reforçar o pedido de prisão do mesmo.

Janot entende que o parlamentar continua exercendo funções políticas em total desacordo com a decisão adotada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, que o afastou do cargo no dia 18 de maio. Para reforçar o seu pedido, o procurador-geral da república disse que o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) continua exercendo funções políticas. Em total desacordo com decisão adotada por Fachin.

A postura adotada pelo congressista, ficou evidenciada através da publicação do dia 30 de maio, na qual aparece Aécio Neves em uma foto acompanhado de vários senadores do partido. “Na pauta, votações no Congresso e a agenda política”, escreveu ele na legenda.

O julgamento de prisão do meliante está agendado para acontecer na próxima terça-feira (20). O pedido será analisado pela primeira Turma da Corte. Se estes não derem para trás, como em inúmeras vezes acontece quando se trata de punir esta turma dos tucanos. O senador afastado deve “puxar cadeia” por um bom e justo tempo, pois o seu passado o condena.

Sérgio Jones – Jornalista

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.