A absolvição de Claudia Cruz

Segundo Sérgio Moro afirma, a jornalista Claudia Cruz, foi só “negligente”.

A jornalista Claudia Cruz, esposa do deputado Eduardo Cunha e acusada de lavagem de dinheiro e evasão fraudulenta de divisas, foi absolvida no último dia 25 de maio pelo Juiz (?) Sérgio Moro.

Uma mãe de quatro filhos que roubou alguns ovos de páscoa em um supermercado em 2015 teve seu pedido de habeas corpus solicitado pela defesa, negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). A mulher foi trancafiada em uma cela superlotada com seu filho de apenas 20 dias de nascido.

A “desprotegida” foi condenada a 3 anos e 2 meses de cadeia em regime fechado. Fernanda está vivendo com o bebê em uma cela para 12 pessoas, mas com uma lotação de 18 detentas. A pena desta pobre mulher, e da infeliz criança, está sendo mais rigorosa do que a dos condenados pela Lava Jato.

A concessão de liminar em habeas corpus é medida excepcional, somente cabível quando, em juízo perfunctório, observa-se, de plano, evidente constrangimento ilegal”, informa o ministro Nefi Cordeiro. O ministro também relata que a ré é reincidente.

Em contrapartida o juiz Sérgio Moro afirma que a jornalista Claudia Cruz, foi só “negligente”, portanto: inocente. O que teria acordado Cunha com esta corja, para que sua esposa fosse absolvida? Algo do tipo: “se soltarem minha esposa eu fico caladinho. Não delato ninguém”. Barbara Cruz – filha de Cláudia Cruz – conhecida por Babu, também foi absolvida e, segundo o site Plataforma Brasil, “se esbalda, ao que tudo indica, com dinheiro de propina arrecadada pelo pai”.

Não é de se estranhar que “negócios” como este, de fato tenham ocorrido.

“Diga-me com quem andas e eu te direi quem és.”

 

2 Comments

Filed under Sem categoria

2 Responses to A absolvição de Claudia Cruz

  1. Esta é a tão propalada justiça e modelo de democracia burguesa que assola o Brasil, em benefício de poucos e sofrimento de muitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.