Temer: o Tsunami brasileiro

Tsunami Temer. Arrasador!

Tsunami Temer. Arrasador!

No dia 26 de dezembro de 2004 ocorreu um tsunami com epicentro na costa oeste de Sumatra, na Indonésia. O tsunami, ou terremoto submarino, foi causado por uma subducção – deslizamento de uma placa tectônica para debaixo de outra, numa zona de convergência – que desencadeou uma série de tsunamis devastadores ao longo das costas da maioria dos continentes banhados pelo Oceano Índico, o que ocasionou a morte de mais de 230 mil pessoas em 14 países distintos e inundando diversas comunidades costeiras.

Pode-se dizer que está acontecendo no Brasil um fenômeno igual ao do tsunami asiático, só que possuindo um nome: Tsunami Temer. Arrasador!

O Tsunami Temer já causou, segundo dados do IBGE, até o início do terceiro trimestre, um contingente de 22,9 milhões de brasileiros desempregados, o equivalente a 21,2% com idade produtiva. No terceiro trimestre o desemprego subiu em todas as regiões do Brasil, exceto na Região Sul que passou de 8% para 7,9%. O maior índice de desemprego registrou-se na Região Nordeste com a variação de 12,3% para 14,1%.

A gravidade da situação econômica do Brasil é preocupante. Os números não deixam dúvidas, muito embora o governo tente maquiar a crise com uma versão que lhe é conveniente – ignorando os dados obtidos pelas consultorias das diversas instituições de classe e de agências e órgãos governamentais.

Um pequeno exemplo sobre a situação caótica da economia brasileira é a queda nas vendas de aço plano no Brasil, que despencou 8,3% em outubro. Característico do Tsunami Temer.

As PEC`s 241 e 55 – Presidente Esmagando a Comunidade – além de castrar direitos historicamente conquistados pelos trabalhadores, veta concursos públicos, aumenta a idade da aposentadoria para 65 anos – homem e mulher – com a possibilidade de gradativamente chegar aos 70 anos de idade e 40 de contribuição para poder desfrutar a aposentadoria.

Estas mesmas PEC`s suspende todo e qualquer investimento em educação, cultura, arte e saúde durante 20 anos! Também está incluído aumento de salários por igual período.

Como disse o deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP): “Se não tem dinheiro, não faz faculdade. Os meus filhos tem. Eles vão pagar”. Um absurdo!!!

A saúde, que sempre viveu agonizando na UTI do descaso, agora vai ser sucateada de uma só “cacetada”. A TV e os demais veículos de comunicação do PIG – Partido da Imprensa Golpista – faz o jogo do poder e atrofia a maneira de pensar dos telespectadores. Só a direita branca não percebe isto.

O Tsunami Temer, com suas medidas de retrocesso, está causando o caos na educação pública. A partir desta quinta-feira, 24 professores de 27 universidades federais entram em greve por tempo indeterminado; outras 17 instituições estão com indicativo de greve e devem votar a participação nos próximos dias.

O mercado produtivo brasileiro sofre grandes consequências provocadas por este Tsunami Golpista. “O mercado produtivo não confia num governo sem legitimidade, quase todo ele envolvido em corrupção e que pode não chegar a fevereiro”, prevê o deputado Enio Verri (PT-PR), em artigo.

Este terremoto golpista parece estar se voltando contra sua fonte. Seis ministros do governo Temer já caíram por serem ficha suja – exceto o ministro da Cultura, Marcelo Calero, que pediu demissão. Por outro lado, o presidente golpista Michel Temer, sancionou nesta quarta feira um reajuste de até 41,4% para o judiciário e de 12% para o MPU – Ministério Público da União. E a contensão de despesas? E os 20 anos sem reajustes para o trabalhador?

 

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.