Intolerância política

O Povo vai às ruas FOTO: Apeixoto

O Povo vai às ruas
FOTO: Apeixoto

Devido aos últimos acontecimentos políticos ocorridos, a definição de Política mais correta no Brasil seria a de que política é a arte de ludibriar, extorquir e enriquecer de forma ilícita, haja vista a atual situação em que envolveram o país.

A oposição, mancomunada com interesses de parte da imprensa golpista capitaneada pelas Organizações Globo – PIG – sem comprometimento com a democracia, podendo até causar uma guerra civil, pratica crimes hediondos contra a democracia, desestabilizando não só o poder público como toda a sociedade brasileira.

As Organizações Globo no desespero de querer tirar a presidente do poder para continuar a velha política de privilégios, se esquecem que a atividade de serviço de radiodifusão sonora e de sons e imagens é uma concessão pública que compete ao Poder Executivo conforme estabelecido no Artigo 223 da Constituição Brasileira. Se faz necessário lembrar que a Chefe deste mesmo Poder Executivo é o alvo do boicote, do deboche, do achincalhe e da difamação promovidos pela nefasta Rede Globo.

Esta intolerância, ou irresponsabilidade política pode ter um fim muito trágico onde muitos podem perder suas vidas, porque da maneira que o mau caratismo e o ódio estão sendo arraigados neste país, teremos em breve uma guerra civil. Não haverá revolução – ou golpe – sem derramamento de sangue.

É quase impossível acreditar que toda esta situação surgiu, não só por causa da corrupção no país, porque esta sempre existiu desde que Dom Pedro deu o Grito do Ipiranga mas, principalmente, porque os derrotados nas urnas no pleito de 2014 não aceitam a derrota.

FHC, uma raposa velha, sustentou sua amante e filho no exterior com nosso dinheiro, mas para o juiz Moro, isso não vem ao caso; meia tonelada de cocaína foi encontrada em um helicóptero, mas também não vem ao caso… Entre tantas outras falcatruas praticadas, mas que também não vem ao caso!

E a luta continua FOTO: Apeixoto

E a luta continua
FOTO: Apeixoto

Aécio Neves já foi denunciado diversas vezes, é um corrupto, mas ninguém o investiga. A insensatez deste Juiz Moro é de estraçalhar os nervos de qualquer cidadão honesto. Criou uma blindagem em torno de Aécio, FHC e de quem for membro do PSDB, insuportável. Talvez seja por isso que não se investiga os R$156 milhões em dinheiro que o BNDES, no final do governo FHC, injetou para salvar a Net da Globo – o BNDES teve um prejuízo de R$ 2,5 milhões.

Tal qual Lúcios Sergius Catalina – Revolução de Catalina 62 a. C. – senador da Roma Antiga, célebre por ter tentado derrubar a República Romana, Eduardo Cunha usa de todos os artifícios para se manter na Presidência da Câmara dos Deputados, e ainda correndo risco de vir a ser Presidente da República caso “houvesse” o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Na Roma Antiga Marco Túlio Cícero julga Catalina pelo crime de conspiração contra a República Romana – felizmente em Roma não existia o PSDB nem o juiz Moro.

Para Cícero, esta violência significava a morte da política e a derrocada de qualquer possibilidade de espírito público. No Brasil, Cunha deve ser o protagonista da próxima novela das 21 horas – a “estrela” principal – tendo Aécio e FHC como coadjuvantes no Jornal Nacional para a satisfação do sistema burguês, implantado pela oposição que luta pelo golpe.

Espera-se que nada disto dê certo e que no futuro os “golpes” só sejam conhecidos através dos livros de história. Após tão alto grau de intolerância a “ética” passou a ser apenas um adjetivo perdido entre as páginas de um velho dicionário.

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.